Rua Tuiuti, 1956 - Tatuapé - São Paulo - SP(11) 2294.3670 - 9.8243.9116contato@fernandopaes.com.br10:00 - 17:00h

5 coisas que você “acha” sobre fazer uma boa foto!

Post 66 of 97

Olá pessoal!

Dicas de coisas que você acha que precisa para boas fotos mas não precisa'Estou aqui estreando meu primeiro post da nossa nova área do blog chamada Fotografia. É uma área voltada aos amigos que amam fotografia (como eu) com objetivo de compartilhar experiências, pensamentos e lançamentos de coisas dessa paixão que se chama fotografia. Hoje quero falar sobre um assunto polêmico que é nossa voraz inclinação em busca da foto perfeita. Enumerei pelo menos 5 (existem muito mais) coisas que achamos que precisamos para uma boa foto, porém é puro engano! Vamos lá, e se você se identificou com uma (senão várias) coisas, fique tranquilo, pois você não está só! 🙂

1) Você “acha” que precisa de uma camera melhor (corpos, lentes, etc)

Ahh, como isso me incomoda. Eu preciso confessar que um dos maiores erros que tenho cometido é o de achar que preciso de tudo que é TOP para obter os melhores resultados. Ledo engano. Atualmente o que mais tenho visto são pessoas fazendo investimentos altos em equipamento fotográfico na esperança que sua foto melhore. Isso é uma grande mentira. Quanto mais você conhece do seu equipamento, melhores fotos você vai produzir. Não porque o equipamento está ficando melhor, mas sim porque você está aprendendo a extrair o melhor dele. Hoje tenho pensado se realmente preciso de uma D3 para as fotos que faço. Alguns vão dizer que cameras são descartáveis, mas as lentes não, que são as lentes que produzem as imagens de qualidade… Outro engano. Claro que lentes ajudam, mas eu garanto que algumas lentes que temos estão muito além do que precisamos. No último casamento peguei o desafio de fazer uma cerimônia com exclusivamente uma única lente e ainda por mais, fixa. Foi a 50mm 1.4. Uma lente que deve custar em torno de 800,00 usada no mercado. Uma lente com aparentemente poucos atrativos, perto da badalada 24-70 2.8 N, com preços médios aqui de mais de 4.000 reais. Eu posso garantir que a experiência foi perturbadora. Estou pensando seriamente se preciso de lentes zoom para fazer fotos maravilhosas… Não precisamos das lentes mais caras, precisamos do olhar mais apurado e de conhecer muito bem nosso equipamento.

2) Você “acha” que o outro fotógrafo é melhor do que você!

Semanalmente recebo e-mails de gente me perguntando como fiz tal foto, como faço tal foto. Isso é legal porque mostra que meu trabalho está evoluindo, e eu não vou entrar no ponto de se interessar pelo trabalho do outro, mas sim por desejar o trabalho do outro. Como assim desejar? É isso mesmo, querer fazer aquilo que o outro faz. Eu confesso que amo aprender com os amigos, mas isso não me faz cobiçar nem buscar o que eles fazem e sim aprender com eles, mas não ser como eles. No Concurso que o Wedding Brasil promoveu era notório que diversas fotos eram cópias de fotos de outros fotógrafos. Eu adoro fotos de alianças, mas não quero copiar as fotos do meu amigo Evandro Rocha que são lindas, e eu preciso encontrar o meu estilo ao invés de copiar o outro. Na arte não existem melhores e piores. Existem diferentes. Quando somos artistas que conhecem sua ferramenta de trabalho, cada um vai produzir com uma proposta diferente e olhar diferente imagens maravilhosas.

2) Você acha que você é melhor do que os outros

Infelizmente nossa sociedade nos impõe competição. Gostamos de reconhecimento e de nos sentir melhores. Mas existem muitos fotógrafos que deixam esse sentimento subir pela cabeça. Eu sou super a favor de ensinar e compartilhar conhecimento, mas existem pessoas que acham que sempre tem alguém querendo passar perna em outro. Claro que existe também o outro lado da moeda. Existe muita gente folgada que não quer estudar e quer tudo mastigado. Esses normalmente eu também mando passear, mas na maioria dos casos eu estou sempre disposto a ajudar um amigo em como evoluir profissionalmente.

3) Você “acha” que já sabe tudo

Algo que tenho sido vez após vez é como eu não sei tudo. Vale a máxima do quanto mais sei, mais sei que nada sei. Quando migrei para o Full Frame, ví o desafio de se fotografar com ela. Aberturas mínimas, isos altos, possibilidades novas. Precisei reconhecer que precisava aprender mais. Neste ano estive em 4 workshops e 2 congressos de fotografia. E agora em maio vou participar de mais um excelente workshop voltado exclusivamente para o melhor desenvolvimento do meu site e blog. Quando achamos que sabemos demais estamos decretando nossa sentença de tolice e imaturidade. Precisamos reconhecer que pouco sabemos e que diariamente podemos aprender algo novo. Se você se sente sábio demais, tome cuidado para não acordar e ver que você parou no tempo.

4) Você “acha” que pode virar profissional da noite para o dia

Ah, isso é realmente muito curioso. Existe uma sátira do Super Sincero, quadro do Fantástico, mostrando Luís Fernando Veríssimo dizendo sobre a profissão de fotógrafo. Ele dizia: para ser médico eu preciso de um diploma, para ser advogado também, mas para ser fotógrafo eu preciso apenas de uma camera, e click! Bateu uma foto com uma camera recém comprada. Quantos será que não acreditam nessa máxima. Hoje vejo pessoas que acham que, porque comprar uma camera “dita” profissional, estão aptos a exercer tão desafiante função. Se você é daqueles que comprou uma camera agora e acha que pode se transformar da noite para o dia em um profissional da arte fotográfica, tome cuidado. Primeiro, vá buscar informação (e muita) e segundo, lembre-se que foto é uma arte, que precisa ser valorizada e considerada também.

5) Você “acha” que o Photoshop conserta qualquer coisa.

Eu me divirto em casamentos. As tias da noiva sempre dizem: “Conserta tudo lá no Photoshop, tá!?” como se o Photoshop fosse algum tipo de Deus dos problemas. Sabemos que o photoshop ajuda, mas não resolve o problema. Hoje em dia vejo muitos fotógrafos fotografando e dizendo que depois consertam no PS. Sinceramente, Photoshop é pra melhorar o que já está bom, e não para salvar foto ruim. Se você fotografou uma imagem subexposta, ou então fora de foco, ou ainda sem nenhuma atenção para a composição, o photoshop não vai resolver seu problema. Atualmente tenho usado o Lightroom para tratamento das minhas imagens. Uma ferramenta maravilhosa e poderosa, mas ainda sim limitada a apenas realçar o que é bom e excluir o que é ruim, mas nunca melhorar uma foto com problemas.

Por este motivo gostaria de animar e motivar você, fotógrafo apaixonado, a investir mais do seu tempo em como extrair o melhor do seu equipamento como ele é, e também investir tempo e estudo na sua própria linguagem fotográfica, que é a melhor forma de tornar sua fotografia uma boa foto!

Um grande abraço,
Fernando

Se você gostou desse post leia também:

, , , ,

7 comments:

gabrielly8 de maio de 2010 at 21:16Reply

eu achei muito legal

[Responder]

Juarez Santos12 de maio de 2010 at 11:50Reply

Ola futuro amigo,Conheci seu blog no Ocioso.Interessante suas colocações,mas…discordo de algumas,ainda bem que o mundo é o do dilaogo né.Vamos aos fatos.Em relaçao as lentes:trabalho com nikon e no momento “só”tinha uma 18-55mm,2-8, que é bem básica e uma 70-200mm, e ao fazer fotos em eventos não consegui trabalhar de forma adequada com essas…tive de investir na “coringa” 24-70-2.8 que vc comentou…ela é excepcional,te dá uma amplitude de campo,liberdade de movimentos,e nao chega a esse valor alto que vc falou,achei bem em conta e dieto com a nikon mesmo,adquiri uma 18-35mm 2.8,e uma 14-24mm 2.8 grande angulares e te digo meus “trabalhos” melhoraram e muito…em relação aos seus outrso comentarios concordo em genero,numero e grau!!Aconteceu comigo,sofri e ainda sofro desse se chamarmos”mal”.
Obrigado pelo carinho das palavras e espero isitar seu blog mais vezes.
um abraços do Juarez Santos de Balneário Camboriu.

[Responder]

admin Reply:

Olá Juarez! Obrigado pela visita no site e pelos comentários. O ponto aqui não é dizer que lentes como 24-70, 17-35 e 14-24 são ruins… São lentes maravilhosas, inclusive a 24-70, que eu tenho, é muito útil em meu set, mas às vezes as pessoas acreditam que é necessário ter lentes como essas para obter fotos de qualidade, o que não é verdade. O problema é que não estamos habituados a trabalhar com lentes fixas, que inclusive tem melhor ótica que as lentes zoom e buscamos soluções em caras lentes zoom claras. Te convido a fotografar um pouco mais com lentes fixas super claras (com aberturas 1.4) e você vai descobrir um novo universo em sua fotografia! No mais, obrigado mais uma vez pelos comentários! Abração!

[Responder]

Huaíne30 de junho de 2010 at 22:22Reply

Que excelente artigo! Ressaltou tudo que considero mais importante na fotografia. É como se voce lêsse meus pensamentos.
Obrigada, vou repassar o texto para mais alguns colegas.
Abraço,

Huaíne Nunes.

[Responder]

Faber Miguel.5 de outubro de 2010 at 0:27Reply

super post. no soy Brasileiro y soy nuevo en este mundo de fotografia, perquisando encontre tu sitie, muyyyyyyy buenoooooooo, saludos entrare aqui mas seguido, abrazos y sigue postando cosas asi que de ellas novatos aprendemos en este maravilloso mundo de la fotografia.

Faber Miguel.

[Responder]

Lidu21 de novembro de 2010 at 1:36Reply

Parabéns Fernando, amei seu trabalho e suas dicas. Vc é um verdadeiro profissional.

[Responder]

Dório13 de março de 2011 at 22:10Reply

Adorei o seu blog e sua visão do mundo fotográfico. Sou fotógrafo amador, tipo mambembe, e fotografo tudo que vejo nas ruas de minha pequena cidade. Acabei de comprar a 16-35mm da Canon para usar na minha amada 5D Mark II que ainda não conheço o suficiente. Tenho a 24-70 e a 70-200 2.8. Agora, depois de ler sua matéria com argumentos tão convincentes, vou atrás da 50 mm 1.4 que está por menos de 400 dólares na América. Conhecer bem o seu equipamento é mais importante que lentes caras e sofisticadas. Valeu.

[Responder]

Menu